quarta-feira, 23 de abril de 2008

O Senhor me deu uma família feliz!!!

Esta é minha família linda: Marina (amarelo), Fernanda(amarelo), Mamãe Valdelice (amarelo claro), Mariana( preto), Ricardo(azul), Papai Elyzeu (verde), Eu (rosa), Cláudia (vermelho) e Eric meu lindo sobrinho (verde).

Passei este feriado em Uberlândia, foram 4 dias que passaram rápido, mas que porém pude aproveitar cada momento.
Sempre que penso em meu chamado a Comunidade, penso também em minha família e na aceitação deles pelo meu chamado.

Uma coisa eu sei: Louvo a Deus por todos eles. Pois assumiram junto comigo o meu SIM. É muito bom ter uma família que apóia a nossa vocação apesar de todas as saudades!!!

Ainda a Livinha (amiga) me disse antes de ir embora: A Beatitudes podia ser aqui em Uberlândia né??
Rsrs... é verdade, quando amamos, queremos ter o amado ao nosso lado!!!
Se dependesse apenas de mim, estaria lá ... mas tem algo que vem de Deus que me impulsiona à frente que nem sei explicar como, só apenas sinto!
Vejo que Deus tem cuidado da minha família tão bem, e confio ainda mais à Ele minha família.

Hoje percebo com mais nitidez: O Senhor me chamou e não foi a toa. Sei de vários exemplos de famílias que dificultaram a vocação de um filho, neto, irmão, ou sobrinho.

E é nisso que vejo a beleza de minha família...apesar da dor da distância, da saudade que aperta, minha família está comigo sempre!!!

Por isso te digo...diga SIM a sua família!!! Não fique atado à brigas do dia anterior...perdoe, ame...

Deixe o Senhor reinar no seio de sua família!!!

"Eu e minha casa serviremos ao Senhor"

5 comentários:

Viviane C.R Cunha disse...

OI Re Saudades!!!
Belo depoimento sobre sua familia !!!
Que Jesus continue derramando suas bençãos sobre todos!!!
Paz de nosso Senhor Jesus a todos de sua familia e a vc tambem Beijos!!!!

Anônimo disse...

Eita mocinha... sempre me emocionando.
Estarei sempre por perto... pois Deus no seu amor grandioso nos faz cada dia mais próximas independente da distância não é mesmo?
Acredito que mesmo na dor... para Deus não há distância Ele nos aproxima em Seu Amor e nos coloca no colo nos momentos mais difíceis...
Cada um tem seu destino, seus chamados e seus dons... e cada um de nós estamos buscando fazer segundo a vontade de Jesus... (pelo menos é isto que espero rsrs).
E, mesmo na correria do dia-a-dia arrumaremos um tempinho para pensar, conversar, se comunicar...
Te amo querida... sempre com amor eterno... amor em Cristo.
Bjossssss...

Fernanda Cavanha Nobre

Anônimo disse...

Bambu Amadooooo....
Tia Renatinha do nosso coração eterno!!!
Lindo seu Blog...lindo seu depoimento!!!
Saudades sempre...
E tenha sempre uma certeza: QUERO QUE VC FIQUE AÍ PRA SEMPRE>>>QUERO VC BEATITUDES ETERNAMENTE...pelo simples fato de te querer unicamente FELIZ!!!
Mesmo não tendo Marina, Mariana, Ricardo,Fernanda, Mãe,Livinha,e até Willy...tem a Li,Marquinhos,Matheus, Mathias, Maria Julia e Mari, a Sabrina , Rubem, Samuel , Pedro,Tati e tantos outros...
Mesmo não tendo Éric , tem João Pedro;
Mesmo não tendo EUzinha com minhas artes e invenções, tem Carol;
E mesmo não tendo meu pai, tem Silvinho Zabisky...
E em todo LUGAR sempre terá JESUS TE CARREGANDO no COLO...
Deus caprichou pra vc...e escolheu a dedo sua Comunidade!!!
Portanto vc NUNCA estará SOZINHA...
Pq mesmo não estando de corpos presentes, estaremos de alma e coração SEMPRE!!!
SIMMMMM, SIMMMM e mil vezes te digo SIMMMMM!!!
Cada vez q vc vem...tenho mais certeza q deve VOLTAR!!!
Te amo sempre...mesmo q doa,,,,e mesmo vendo alguns coraçõezinhos partidos por aqui e tristinhos...sei q sua realização é maior!
Com AMOR,
Dinha!!!
Cláudia Cavanha!!!

Anônimo disse...

Oi Re, estou super satisfeito em participar no seu blog, o final da semana não poderia ser melhor, porque sua presença foi muito importantante prá nós.
Estamos torcendo por sua volta o mais rápido possível.
Beijos no fundo do seu coração.
Seu paiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, que te ama muito.

Anônimo disse...

Re, ??????????? já estou com muita saudade, nem parece que fazem 8 dias que saiu daqui, é que o AMOR de PAI não tem limites.
Beijos.